Pacha = terra
Mama = mãe

Neste projeto performático e de instalação a artista se coloca presente por inteiro para despertar a ligação do público com o feminino e com a mãe terra. A intersecção dos temas natureza e tecnologia se fazem presentes através de projeções, sensores de movimento e instrumentos musicais para retratar a cultura e sociedade das mulheres matriarcais. A obra é baseada na lenda indígena das 13 matriarcas e nas orixás femininas das religiões de matrizes africanas, Oxum, Iemanja, Iansã e Nanã.
Por meio de uma instalação o público e a artista tocarão alguns instrumentos musicais de percussão, entre eles o cajon peruano e o atabaque. Ao fundo, são projetadas imagens desenhadas baseadas nos conceitos citados acima. Durante a execução, um sensor capta os movimentos dos instrumentos, conforme a intensidade deles, as imagens são alteradas e 13 tonalidades de cor intervêm na projeção.

O trabalho foi apresentado duas vezes em Buenos Aires, uma na Noche de Los Museos e outra na FASE 5 – Fase Encuentro Arte y Tecnología, ambas em 2013. No Brasil, a artista se apresentou no Espaço Art’er, no Sesc Itaquera, ambos em São Paulo.