Com técnicas de poesia concreta, web arte e vídeoarte, o trabalho digital metalinguístico brinca com a relação semiótica entre a lógica da sintaxe da linguagem HTML, o idioma inglês e o ser humano. A obra é baseada nas palavras head e body, que são tags da linguagem de programação HTML e substantivos denominadores de partes da composição física humana. Em ambos os casos, significam cabeça e corpo, respectivamente. A artista cria ainda uma nova tag chamada spirit (espírito). Estas palavras estão combinados com os adjetivos full (cheio), old (velho) e pig (porco), resultando em: cabeça cheia, corpo velho e espírito de porco. Enquanto a tela branca é preenchida com a programação, três imagens ilustrativas interrompem a visão contínua da escrita, concedendo ao conteúdo da obra uma terceira linguagem, a de formas.

Myhtml foi exposta no I Salão Xumucuís de Arte Digital, no Pará.

“Pensando nesta relação entre linguagens de máquina e humana, e o nosso próprio corpo, brinquei com a máxima: mente, corpo e espírito. Modificando a lógica da linguagem e inserindo uma nova tag no HTML: .”

Veja aqui o trabalho aqui